(13/04) – Trabalhadores da Heineken voltam a se reunir por melhores salários

postado em: Notícias | 0
(13/04) – Trabalhadores da Heineken voltam a se reunir por melhores salários
 

 
 
Sindicatos e federações representantes dos trabalhadores da Heineken no Brasil voltarão a se reunir nesta quarta (13/04), às 13h, em Porto Alegre (RS). Convocado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins), o encontro nacional tem o objetivo de elaborar uma proposta unificada a ser apresentada e discutida com representantes da direção da empresa, na mesma data.
 
Segundo a CNTA Afins, que representa 145 mil trabalhadores no setor de Bebidas no País (cerca de 2 mil ligados à Heineken), a falta de avanço nas negociações coletivas de trabalho tem preocupado a categoria. A entidade acrescenta que a cervejaria, dona das marcas Kaiser, Bavaria, Sol e Xingu, tem adotado uma política rígida de negociação, sem oferecer sequer a correção da inflação aos trabalhadores.
 
No dia 23 de março, a categoria profissional chegou a se reunir em Curitiba (PR), em evento também convocado pela CNTA Afins. Na ocasião, foi votada e aprovada a seguinte posição:
 
1- A reposição da inflação não se discute. É dever da empresa aplicar na totalidade nos salários dos trabalhadores.
 
2- Ninguém concorda com a forma com que a Heineken vem procedendo no processo de PLR. Portanto, vamos solicitar a todos os sindicatos, para que em uma próxima reunião, apresentarem uma proposta a nível nacional para elaboração do PLR.
 
3- Fim do banco de horas e redução da jornada de trabalho sem redução de salário. E que a empresa adote segurança e saúde de forma eficaz para evitar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Liberação de representantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) durante seis dias no ano para participar de cursos promovidos pelas entidades sindicais.
 
Mobilização e Crise
 
O presidente da CNTA Afins, Artur Bueno de Camargo, avalia que algumas indústrias tem se aproveitado da crise econômica e política do País para retirar direitos dos trabalhadores.  Ele também aponta que as perspectivas para 2016 são ainda mais preocupantes, com o aumento do número de demissões em diversos setores da Alimentação, principalmente o de bebidas e o de frigoríficos.
 
“É possível que tenha empresa com dificuldade, mas também sabemos que tem grandes grupos de empresas que estão se aproveitando do momento para explorar mais ainda os trabalhadores. Durante o ano de 2015, as dificuldades nas negociações foram enormes, muitas vezes para conseguir apenas a reposição da inflação.”, comenta Bueno.
 
Em janeiro desse ano, a CNTA Afins realizou um encontro nacional da categoria das indústrias da Alimentação, que resultou na aprovação de uma pauta nacional com dez itens que constam, entre outros pontos, o posicionamento contra demissões arbitrárias, a precarização do trabalho e a não permissão da redução de direitos.
 
“Independentemente da bandeira política de cada companheiro e companheira, a bandeira da defesa dos trabalhadores precisa ser unificada para, juntos, não permitirmos que a maioria dos detentores do capital, que financiou a maioria dos representantes dos poderes legislativo e executivo, venha querer se recuperar a custa de demissões e baixos salários dos trabalhadores.”, afirma o presidente da CNTA Afins.
 
Serviço:
Data: 13 de abril de 2016 (quarta)
Hora: às 13h, reunião dos representantes dos trabalhadores; e, às 16h, reunião com representantes da Heineken
Local: Sala de apoio da CNTA Afins, localizada na Rua Ernesto Alves, nº 336, bairro Floresta, Porto Alegre (RS).
 
 
Assessoria de Imprensa: Clarice Gulyas
(61) 8177-3832 Tim/ Whatsapp
imprensa@cntaafins.org.br
Feed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.