Socialites de Brasília são criticadas em abertura do Fnac na Moda

postado em: Notícias | 0
Socialites de Brasília são criticadas em abertura do Fnac na Moda 

 V Encontro de Blogueiros tem debate polêmico em torno da falta de identidade da moda brasiliense, entre outros temas

Por Clarice Gulyas
Foto: Programa Costume 

Na noite dessa segunda (12/11), a Fnac Brasília realizou abertura do já tradicional Fnac na Moda, evento destinado ao intercâmbio de informações e curiosidades sobre o tema. Na ocasião, o 5º Encontro de Blogueiros tomou conta da abertura, com debates polêmicos sobre ética, responsabilidade social, personalidade, técnica e formas de financiamento de blogs. Socialites da cidade foram criticadas por influenciar a maneira de se vestir na cidade de forma “cafona e brega”. A programação do evento se estende até o próximo dia 14.
A ex-blogueira e hoje jornalista, Ana Tatiana Capeletti, falou sobre o preconceito existente em relação ao trabalho dos blogueiros de moda e afirmou que o próprio tema “moda” já gera polêmica. “Esse encontro foi interessante porque encontrei pessoas do meu dia-a-dia de trabalho e também para desmistificar o conceito de moda. Foi uma forma de unificar pensamentos e trazer a democracia, sem estigmatizar ninguém. Existem segmentos, os que gostam disso ou daquilo”, avalia a paranaense, que escreve para o ex-blog e agora site Todo Mundo Aqui É Alguém.
Bregas e cafonas
A blogueira Márcia Rocha, que escreve sobre moda masculina para o site Mister Mag, criticou a inexistência de uma identidade para a moda brasiliense e também a falta de incentivo e prestígio aos estilistas locais. “Torço para que a Fnac continue fazendo esse evento porque nós nos dedicamos a fazer as coisas, mas elas não se refletem como deveriam. Venderam a identidade de moda da cidade e tudo o que construímos está me ruínas”, comentou, em tom de crítica aos interesses comerciais e políticos que, segundo ela, importam conceitos e marcas de forma indiscriminada e são influenciadas negativamente pelas socialites de Brasília.
Renato Acha, do site Acha Brasília, concorda. Terceira vez participante do evento, ele destaca que embora Brasília possua bons estilistas, a cidade está repleta de “gente cafona que não usa o trabalho deles (estilistas brasilienses) porque prefere consumir subprodutos de grifes”. Participaram ainda do debate os bloggueiros Clarice Dewes e Clariana Gonzaga (ParkBlog), Pedro Marra (Luxo de Festa), Ju Rodrigues (Blog da Ju), Julia Jorge (Blog Julia Jorge) e Daniel Zukko, diretor do Programa Costume.
“O Look do Dia e a Ética foram outros temas centrais do debate e serviram como maneira de reflexão de aonde iremos chegar com a banalização do consumo da moda, que se espelha no conceito de fashion victims (vítimas da moda), sendo que a moda, em si, foi feita para a gente pensar”, opina.
Dona da provocação
Mediado por Kátia Maranhão, a exemplo de todos os debates anteriores do Fnac na Moda, o evento foi classificado pela jornalista como “a melhor edição de todas”. De acordo com a também blogueira (de política e assuntos gerais), as diferentes áreas de atuação dos nove profissionais convidados para o debate (em torno da moda masculina, feminina, consultoria, festas, entre outros) ajudou a apimentar a discussão sobre o tema, o que também influenciou na participação do público que esteve presente na Fnac. Kátia avalia que a vaidade e a responsabilidade com a informação foram alguns dos temas principais do encontro. A questão comercial, de publicidade dos blogs, segundo ela, também foi fundamental para que o blogueiro seja respeitado como um profissional de veículo de informação.
“Nós (blogueiros) estamos criando uma cultura de comunicação. Existe em Brasília um patrulhamento de socialites que dizem ditar a moda na cidade, mas são bregas de morrer e não abrem espaço para os estilistas daqui. Acho que o evento tem o papel importante de mostrar a real cara da moda brasiliense, distante daquilo que é colocado pelas detentoras do projeto de moda, que são essa elite cafona”, critica.
Para o organizador do evento, Manu Santos, a ideia de diversificar a programação do Fnac na Moda e convidar blogueiros de diferentes áreas para a abertura está sendo positiva. Entre as outras novidades da programação ele destaca o 1º Encontro de Colunistas Sociais (13/11), exposição de roupas (12 a 17) e desfile dos alunos de moda da Escola de Estilismo Fashion Campos.  “Convidei blogueiros diferentes para que os debates ficassem mais intensos e deu certo. Nossa intenção é trazer eventos de qualidade com entrada franca e classificação livre para o público de Brasília”, disse.
Programação:
Na quarta-feira (13)
17h30 Workshop de Cuidados com a pele com equipe Adcos;
19h30 I Encontro de colunistas irá abordar os basditores da profissão
Na quinta-feira (14)
19h30 Desfile de moda contemporânea da Escola de Estilismo Fashion Campos
Feed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.