Trabalhadores da Alimentação decidem ampliar representatividade sindical em Assembleia Geral

postado em: Notícias | 0
Trabalhadores da Alimentação decidem ampliar representatividade sindical em Assembleia Geral
Pesquisa inédita que faz um panorama geral do trabalho nas indústrias alimentícias foi um
dos destaques do encontro. Audiência extraordinária com o  ministro do Trabalho Manoel Dias também marcou data, com promessa de mais fiscalização para o ramo

 


Por Clarice Gulyas
A Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins) lançou nesta terça (23/4), pesquisa inédita durante Assembleia Geral realizada em Brasília (DF). O encontro aprovou a estratégia de criação de sindicatos e federações nas regiões onde os trabalhadores não estão organizados, como os estados de Rondônia e Acre,  e votou investimentos para o financiamento das recém-criadas Secretarias Nacionais da Alimentação. Evento contou com a presença do secretário da União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação (UITA) para a América Latina, Gerardo Iglesias, e audiência com ministro do Trabalho Manoel Dias, que prometeu mais fiscalização para a categoria.
 
O estudo Perfil do Trabalhador nas Indústrias de Alimentação, realizado pela subseção do Dieese na CNTA Afins, atraiu a atenção dos cerca de 150 participantes da assembleia, que reuniu representantes sindicais. Segundo Fernando Amorim, técnico do Dieese na subseção da CNTA Afins e responsável pela pesquisa, a intenção do grupo é reunir dados específicos como distribuição geográfica e levantamento de número de trabalhadores por gênero para trabalhar ações de forma segmentada, como nas negociações coletivas.
 
“O que é mais fundamental para a ação sindical é ver as desigualdades que existem entre as regiões. O trabalhador da categoria da Alimentação da região Nordeste, por exemplo, ganha em média 63% a menos que o da região Sudeste, então cabe investigar o porquê dessa desigualdade”, explica Amorim.

Para o presidente da CNTA Afins, Artur Bueno de Camargo, a iniciativa irá contribuir com o combate às más condições de trabalho em todo o País.  “Constamos que devemos começar os trabalhos pelo Rio Grande do Norte, que é a região com menor salário e condições precárias de trabalho. Queremos organizar esses trabalhadores e fazer com que as empresas melhorem essas condições de trabalho.”, avalia.

 
Cartilha para os frigoríficos
 
Na ocasião, Bueno anunciou a produção de uma cartilha explicativa voltada para o setor frigorífico, com a intenção de conscientizar os cerca de 500 mil trabalhadores sobre as novas regulamentações previstas na NR 36, publicada na última sexta (20/4). Dentre as principais mudanças estão alterações estruturais e concessão de pausas para descanso a cada 50 minutos de trabalho.
 
“A partir do momento em que os trabalhadores tiverem consciência desses direitos, colocamos à disposição o nome de entidades da categoria, com telefone e endereço para que eles nos acionem e façamos com que as empresas realmente cumpram a NR 36.”, diz.
“O evento foi de grande valia e contou com participação efetiva das entidades filiadas à CNTA. O mais importante é que buscamos um consenso no sentido de estarmos estruturando as secretarias (que começaram a operar em março) para podermos desenvolver esse trabalho em todos os Estados. Por outro lado, também queremos, além de fortalecer as secretarias, organizar os trabalhadores em todos os Estados. Aonde não há uma federação ou número suficiente de sindicatos para criar uma federação, iremos criar sindicatos para que possamos ter uma federação que coordene o trabalho no Estado.”, comenta o presidente da CNTA Afins.

Ministro do Trabalho promete mais fiscalização para a categoria

 
Durante a Assembleia, representantes da CNTA Afins tiveram audiência com o ministro do Trabalho Manoel Dias para denunciar a falta de contrapartida social do BNDES e pedir mais fiscalização para a categoria.
 
“Fomos até ele para agradecer o ato de ter assinado e publicado a norma regulamentadora dos frigoríficos e ao mesmo tempo pedir que abra concursos públicos para poder aumentar a fiscalização nas empresas, ou seja, contratar mais auditores fiscais, que é o que está faltando”, conta Carlúcio Gomes da Rocha, coordenador da Secretaria Nacional de Carnes, Frios e Derivados da CNTA Afins.
 
“Além disso, ele passou informação sobre encontros com a presidenta Dilma, que nos deixou esperançosos, como a possibilidade do aumento de funcionários no MTE. Ele disse que há grande chance de abrir concursos para auditores de fiscalização e funcionários administrativos do MTE. Também reivindicamos que contratasse médicos e engenheiros do trabalho porque o pessoal, por mais esforçado que seja, entendemos que temos que ter no meio deles pessoas com essas formações.”, avalia.
 
VIDEOS:
Presidente da CNTA Afins faz balanço geral da Assembleia
http://www.youtube.com/watch?v=3kXWc6uyMVo&feature=youtu.be
Técnico do Dieese comenta pesquisa / Audiência no MTEhttp://www.youtube.com/watch?v=CX9ILHti_VY&feature=youtu.be
LINKS:
Pesquisa Perfil do Trabalhador da Alimentação DOWNLOAD
https://docs.google.com/file/d/0B3KzNMWM4ENbc2NtVGdjYVl1Z28/edit?usp=sharing
 
 
Assessoria de imprensa da CNTA Afins

Clarice Gulyas
(61) 3242 6171 / 8177 3832

 
 
Assembleia Geral da CNTA Afins
23 de abril de 2013
 
Fotos abaixo por Joel Rodrigues
 

 
 
AUDIÊNCIA DA CNTA AFINS COM MINISTRO DO TRABALHO E EMPREGO
Fotos abaixo por Renato Alves / Ascom MTE

 
Fotos abaixo por Fânio Luis Gomes

Feed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.